sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Aplicações de desenhos de pontos de ziguezague

Aplicações de desenhos de pontos de ziguezague

Máquina de costura - Aplicações de desenhos de pontos de ziguezague.

Embaixo apresentam-se vários desenhos de pontos aplicados com fins práticos. Para arrematar uma beirada foram escolhidos pontos a cheio. A seguir pespontou-se o tecido com um motivo de bolas a cheio. No terceiro desenho, devido à mudança da posição

da agulha, os grupos de pontos ficam alternadamente à direita e à esquerda de uma linha central (ponto dominó). O que se segue compõe-se de uma série de setas. Os dois seguintes são exemplos de desenhos de pontos de ziguezague / pontos retos — o primeiro

um ponto múltiplo aplicado numa costura unida topo a topo, o segundo um motivo sinuoso que foi pespontado utilizando uma agulha dupla. No último pespontou-se uma beirada virada com pontos estreitos e inclinados.

Arremate de beirada com ponto cheio

Bolas a cheio

Alternância da posição da agulha

Setas

Ponto múltiplo sobre costura unida topo a topo

Serpentina feita com agulha dupla

Beirada virada pespontada

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Aplicações do ponto de ziguezague simples

Aplicações do ponto de ziguezague simples

Aplicações do ponto de ziguezague simples

No primeiro exemplo apresentado embaixo, um simples cordonnet arremata de forma decorativa uma beirada em fio. No segundo ligou-se com ponto de ziguezague uma costura unida topo a topo. As duas filas seguintes mostram pespontos em ziguezague — com

uma agulha simples e uma agulha dupla. No quinto exemplo, casas feitas à máquina proporcionam aberturas arrematadas por onde passa uma fita; os pontos de ziguezague utilizados para pregar o botão prendem a fita. A seguir, um ponto de ziguezague

fixa um cordão ao tecido. O grupo seguinte mostra como, alterando a posição da agulha, è possível colocar os pontos para um lado e para outro de uma linha central. O último exemplo mostra uma beirada virada arrematada com um pesponto.

Beirada de tecido com cordonnet

Costura unida topo a topo com ponto de ziguezague

Agulha simples

Agulha dupla

Casas e botão

Ponto de ziguezague sobre cordão

Variação da posição da agulha

Beirada virada pespontada

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Ponto de ziguezague decorativo

Ponto de ziguezague decorativo

Máquina de costura - ponto de ziquezague decorativo

Nos pontos decorativos é conveniente saber se apenas um ou ambos os lados do desenho são trabalhados. Torna-se assim mais fácil decidir qual o ponto que pode ser utilizado em beiradas ou aplicações e o modo de colocar o tecido sob o pé calcador.

Ambos os lados são trabalhados na maioria dos desenhos.

Os desenhos deste tipo são ideais para servir de motivo central num espaço que se pretende decorar.

Se reduzir a largura do ponto, o desenho poderá ficar à esquerda ou à direita do centro.

Um padrão trabalhado do lado direito apresenta o lado esquerdo em linha reta. Ao utilizar um padrão deste tipo nas beiradas, coloque a beirada do tecido para a direita da agulha No caso de alterar a posição da agulha, reduza a largura do ponto de modo que este se ajuste dentro dos limites laterais, agora mais estreitos.

Um desenho trabalhado no lado esquerdo apresenta o lado direito em linha reta. Ao utilizar um desenho deste tipo no arremate das beiradas, coloque a beirada do tecido para a esquerda da agulha. No caso de alterar a posição desta, reduza a largura do ponto de modo que este se ajuste dentro dos limites laterais, agora mais estreitos.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Exemplos de Desenhos em ponto de ziguezague que empregam pontos retos.

Exemplos de Desenhos em ponto de ziguezague que empregam pontos retos.

Exemplos de Desenhos em ponto de ziguezague que empregam pontos retos.

O desenho de ponto invisível consiste em vários pontos retos, seguidos de um ponto de ziguezague. Este ponto fica sempre à esquerda dos pontos retos. O ponto invisível é utilizado em bainhas, arremate de costuras, costuras duplas e também com fins decorativos em bainhas (v. embaixo, à direita).

O desenho de ponto múltiplo consiste

numa série de pontos retos aplicados segundo um padrão de ziguezague. Regulado para uma largura de 3-5 mm, este ponto é excelente para o arremate de beiradas de tecidos que desfiam facilmente; regulado para uma maior largura, pode ser utilizado para remendar, pregar elásticos ou coser costuras sobrepostas ou unidas topo a topo.

Desenhos de ponto invisível mais comprido e mais estreito, mais curto e mais largo.

Desenho de ponto invisível tal como é utilizado para bainhas decorativas.

Desenho de ponto invisível utilizado num acabamento

Desenhos de ponto múltiplo mais comprido e mais estreito, mais curto e mais largo.

Ponto múltiplo tal como se utiliza numa costura aberta.

Ponto múltiplo utilizado para pespontar uma beirada virada.

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Como ajustar o comprimento e largura do ponto de ziguezague

Como ajustar o comprimento e largura do ponto de ziguezague

Como ajustar o comprimento e largura do ponto de ziguezague

É possível variar tanto a largura como o  comprimento do ponto de ziguezague: o comprimento, recorrendo ao mesmo seletor do comprimento do ponto reto; a largura (a amplitude do movimento lateral da agulha), por meio do seletor da largura do ponto, no qual, mediante símbolos ou números, se indica a referida amplitude.

A escolha dependerá do tecido e do tipo de trabalho. Para costuras, a regra para o comprimento do ponto (com uma regulagem para largura muito estreita) é, normalmente, a seguinte: quanto mais leve for o tecido, mais curto deverá ser o ponto. Para o arremate das beiradas do tecido, quanto maior a tendência de um tecido para desfiar, mais largo o ponto.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Pontos de ziguezague na máquina de costura

Pontos de ziguezague na máquina de costura

Pontos de ziguezague na máquina de costura

Os pontos de ziguezague apresentam uma largura, bem como um comprimento, de ponto. O disco do desenho do ponto determina a formação básica do ponto; o seletor da largura do ponto estabelece a largura máxima do desenho. O comprimento do ponto é selecionado como para o ponto reto. À mesma regulagem corresponde igual comprimento em ambos os tipos de ponto.

Os discos, que podem ser removíveis ou não, controlam a formação do ponto por meio dos recortes existentes no seu rebordo. Uma peça cilíndrica (cursor), ligada à barra da agulha, percorre estes recortes, fazendo a agulha mover-se de um lado para o outro. O diagrama à direita ilustra esse processo.

No caso de discos múltiplos que equipam qualquer máquina com vários tipos de desenho de ponto, um seletor do desenho do ponto coloca o cursor no disco apropriado.

Os discos que produzem os desenhos de ponto de ziguezague são simples; para pontos flexíveis são necessários discos duplos.

Além dos controles referidos, algumas máquinas apresentam um seletor da posição da agulha, que faz com que os pontos se formem à esquerda ou à direita de uma posição normal (geralmente o centro). Este seletor é muito útil para caseado guiado à mão, para pregar botões e para colocar os pontos mais próximos ou mais afastados de uma beirada do tecido.

Um ponto de ziguezague tem mais elasticidade que um ponto reto, estando por isso menos sujeito a rebentar. Como os pontos se estendem diagonalmente através do tecido, utiliza-se uma maior quantidade de linha; a tensão não se exerce sobre uma única linha, mas distribui-se por uma área maior.

O diagrama mostra de forma simplificada o funcionamento do mecanismo do ponto de ziguezague. À medida que o disco vai rodando, um cursor cilíndrico ligado à barra da agulha percorre o disco, seguindo os seus recortes. O movimento de vaivém do cursor imprime um movimento lateral à barra da agulha. (Esta barra move-se simultaneamente para cima e para baixo, em sincronia com o gancho da lançadeira, de modo a formar os pontos com a linha da agulha e a da bobina.)

O seletor da largura do ponto estabelece o movimento lateral máximo, e o seletor do comprimento do ponto determina o avanço do tecido para cada ponto. Nas máquinas com diversos discos para diferentes desenhos do ponto de ziguezague, existe um seletor do desenho do ponto, que coloca o cursor no disco apropriado.

O comprimento do ponto corresponde à distância entre os locais onde a agulha penetra. No ponto de ziguezague a linha penetra ora de um lado, ora de outro.

O seletor da posição     da agulha permite deslocar lateralmente o desenho do ponto a partir de uma posição    considerada normal.

No exemplo, a posição     normal é ao centro.

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Tensão da linha da bobina na máquina de costura

Tensão da linha da bobina na máquina de costura

Tensão da linha da bobina na máquina de costura

Se não for possível corrigir a tensão e o equilíbrio do ponto mediante ajustamentos da tensão da linha da agulha, poderá ser necessário ajustar a tensão da linha da bobina. O se

letor de tensão da linha da bobina, quando existe, consiste num parafuso situado na mola tensora da caixa da bobina. Normalmente, são apenas necessários ajustamentos mínimos.

As caixas não removíveis têm geralmente um parafuso regulador da tensão. Gire o parafuso para a direita para aumentar a tensão e para a esquerda para diminuir.

Todas as caixas de bobina removíveis têm um parafuso regulador da tensão que deve ser girado para a direita para aumentar a tensão e para a esquerda para diminuir.

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Tensão da linha da agulha na máquina de costura

Tensão da linha da agulha na máquina de costura

Tensão da linha da agulha na máquina de costura

O seletor de tensão da linha da agulha, colocado sobre os discos tensores ou próximo destes, apresenta números ou símbolos que indicam a

tensão para a qual o seletor se encontra regulado. Proceda ao seu ajustamento com a máquina enfiada e o pé calcador descido.

Se a tensão da linha da agulha for demasiada, o elo de ligação do ponto ficará na camada superior do tecido.

Para baixar o elo para um ponto intermediário entre as duas camadas, diminua a tensão da linha da agulha. Gire o seletor para um número mais baixo. Assim se diminui a pressão exercida pelos discos tensores entre si e sobre a linha.

Se a linha da agulha estiver demasiado frouxa, o elo de ligação encontrar-se-á na camada inferior do tecido.

Para elevar o elo para um ponto intermediário entre as duas camadas, aumente a tensão da linha da agulha.

Gire gradualmente o seletor para um número mais elevado. Assim se aumenta a pressão exercida pelos discos tensores entre si e sobre a linha.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Como funciona a Tensão do ponto  na máquina de costura

Como funciona a Tensão do ponto  na máquina de costura

Como funciona a Tensão do ponto  na máquina de costura

Todas as máquinas de costura apresentam um sistema de controle da tensão da linha superior; a maior parte igualmente um sistema que permite controlar a tensão da linha da bobina.

Estes reguladores aumentam ou diminuem a pressão das linhas a medida que estas avançam na máquina. Uma regulagem elevada tem como resultado uma tensão excessiva e, portanto, linha  insuficiente para a formação do ponto; uma regulagem baixa

produz tensão insuficiente, logo, um excesso de linha. De um modo geral, se a linha é insuficiente, o tecido

franzirá e os pontos apresentar-se-ão esticados e com tendência para partir. Se a linha for excessiva, a costura ficará frouxa e fraca. Se em ambas as linhas a tensão for a correta, o elo de ligação de cada ponto ficará centrado entre as duas camadas do tecido. No entanto, pode também dar-se o caso de o elo se encontrar no devido lugar, mas ter sido utilizada uma quantidade excessiva ou insuficiente de ambas as linhas. A solução, neste caso, consiste em proceder ao ajustamento de ambas as tensões.

Tensão correta.

O elo de ligação que se forma com cada ponto deverá encontrar-se entre as camadas de tecido a igual distância de cada uma delas. Utilizou-se uma quantidade equilibrada da linha da agulha e da linha, da bobina.

Linha superior muito tensa.

Os elos de ligação deslocar-se-ão para a camada superior do tecido. Daqui se depreende que, ou a tensão da linha da agulha é excessiva, ou a tensão da linha da bobina é insuficiente.

Linha superior muito frouxa.

Os elos de ligação encontram-se na camada inferior do tecido, indicando que, ou a tensão da linha da agulha é insuficiente, ou a tensão da linha da bobina é excessiva.

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Tipos de Seletores do comprimento do ponto em máquinas de costura

Tipos de Seletores do comprimento do ponto em máquinas de costura

Tipos de Seletores do comprimento do ponto em máquinas de costura

Os números existentes nos seletores do comprimento do ponto podem basear-se no sistema métrico ou no de medidas inglesas. Neste sistema, os números correspondem ao número de pontos por polegada; os números referentes

ao sistema métrico correspondem ao comprimento do ponto em milímetros. No entanto, ambos medem o mesmo ponto. Se, por exemplo, existem 10 pontos por polegada, cada ponto medirá 2,5 mm.

Este seletor do comprimento do ponto baseia-se no sistema de medidas inglesas e não apresenta comando do ponto de retrocesso.

Este seletor do comprimento do ponto apresenta os dois sistemas de medidas. Por polegada, à esquerda, e no sistema métrico, à direita.

Este seletor do comprimento do ponto utiliza o sistema métrico. O botão no centro do seletor serve para comandar o ponto de retrocesso.

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

O impelente e o comprimento do ponto na máquina de costura

O impelente e o comprimento do ponto na máquina de costura

O impelente e o comprimento do ponto na máquina de costura

A principal finalidade do impelente consiste em fazer avançar o tecido, colocando-o em posição para receber cada ponto. O seletor do comprimento do ponto controla a medida do avanço. Quando se ajusta o seletor

para um ponto comprido, o impelente move-se, descrevendo uma elipse alongada. Quando se ajusta o seletor para um ponto apertado, a elipse é mais curta, sendo portanto menor a deslocação do tecido.

Quanto maior a elipse descrita pelo impelente, maior será o ponto.

Quanto menor a elipse descrita pelo impelente, menor será o ponto.

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Como ajustar o comprimento do ponto reto na máquina de costura

Como ajustar o comprimento do ponto reto na máquina de costura

Como ajustar o comprimento do ponto reto na máquina de costura

Em todas as máquinas de costura existe um dispositivo que permite alterar o comprimento do ponto em função do tipo de trabalho. Para costuras, a variação é de 2-3 mm, conforme o tecido. Para trabalhos não definitivos, como alinhavar, ou para outros não ligados à montagem da peça, como pespontar, os pontos poderão ser mais longos. Na maioria das máquinas existe um comando para o ponto de retrocesso, que tanto pode fazer parte do seletor do comprimento do ponto como ser independente deste. Quando se aciona este comando, a máquina costura em sentido inverso, sendo o comprimento do ponto aproximadamente igual ao da costura normal para a frente.

O comprimento de ponto apertado, de 1-1,5 mm, utiliza-se para costurar tecidos leves e para o cordonnet.

O comprimento de ponto normal, de 1,5-2,5 mm, é utilizado para tecidos de peso médio.

Os pontos de alinhavar, quando utilizados para franzir, são de 3-5 mm.

Os pontos de alinhavar muito compridos, em algumas máquinas de costura, podem chegar a medir 5 cm.

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Eliminação do avanço na máquina de costura

Eliminação do avanço na máquina de costura

Eliminação do avanço na máquina de costura

Uma vez que o impelente faz avançar o tecido sob o pé calcador, o seu movimento de impulsão é essencial em quase todos os trabalhos de costura. No entanto, em certos casos, como, por exemplo, para pregar botões, ou quando o comprimento do ponto é

determinado pela forma como quem costura desloca o tecido, esse movimento deve ser suprimido. Para tal, utilizar-se-á um de dois processos, conforme o tipo de máquina:

1) baixar o impelente ou

2) cobrir o impelente.

Baixa-se o impelente por ação de um botão ou de uma alavanca. O impelente fica assim num plano inferior ao da chapa da agulha.

Cobre-se o impelente por meio de uma chapa da agulha especial, sobrelevada em relação ao plano de uma chapa da agulha normal.