segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Ponto Flexível na Máquina de Costura

Ponto Flexível na Máquina de Costura

Ponto Flexível na Máquina de Costura

Os ponto flexíveis resultam da ação coordenada dos movimentos da agulha e do impelente - isto é, enquanto a agulha se move do mesmo modo que para o ponto reto ou de ziguezague, o impelente desloca automaticamente o tecido para a frente e para trás, de acordo com o desenho do ponto.

Tal como no ponto de ziguezague, a formação do desenho é controlada por um disco. No entanto, uma vez que, no caso do ponto flexível, a ação é dupla, os discos têm igualmente de ter rebordos duplos.

O ponto flexível requer um seletor do desenho do ponto, que coloca os cursores no rebordo apropriado do disco, além de seletores da largura e do comprimento do ponto que permitam a quem utiliza a máquina controlar o tamanho do ponto.

Na maioria dos pontos flexíveis, o movimento do impelente para trás e para frente resulta na formação de vários pontos no mesmo lugar.

Em qualquer tipo de ponto, os pontos de retrocesso têm tendência para não serem exatamente do mesmo comprimento que os pontos dados para frente. No ponto flexível em que o ponto para frente e o de retrocesso são usados juntamente, esta tendência pode causar uma distorção do desenho. Para evitar, numerosas máquinas que permitem a confecção do ponto flexível estão equipadas com um comando de equilíbrio do desenho.

A tensão do ponto não é tão importante para o ponto flexível como para o ponto reto ou de ziguezague, exceto para determinados desenhos de ponto. Se as tensões se mostrarem demasiado desequilibradas, proceda ao seu ajustamento até que os pontos se apresentem corretos. Não se esqueça também de ajustar a pressão do pé calcador.

Na sua essência, os pontos flexíveis são produzidos tal como se pode observar no diagrama. Enquanto o disco de rebordo duplo vai rodando, um cursor ligado à barra da agulha percorre os recortes de um dos rebordos para acionar a barro da agulha de um lado para o outro. Outro cursor, ligado ao impelente, percorre simultaneamente o outro rebordo do disco de modo a imprimir ao impelente o movimento para os pontos em frente e de retrocesso exigidos pelo desenho do ponto.

O seletor do desenho do ponto coloca os cursores nos rebordos apropriados do disco; o seletor da largura do ponto determina a largura máxima do desenho; o seletor do comprimento do ponto controla o comprimento deste. Entretanto, a barra da agulha move-se para cima e para baixo, em sincronia com o gancho da lançadeira, de modo a formar os pontos com a linha da agulha e a da bobina.

Este ponto flexível reto simples, à direita, compõe-se de dois pontos para frente e um de retrocesso. O ponto reto simples, à esquerda, forma um único ponto.

Um controle do equilíbrio do desenho ajuda a diminuir possíveis ligeiras diferenças de comprimento entre os pontos para frente e os de retrocesso no ponto flexível.


Nenhum comentário:

Postar um comentário