segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Corte e costura: Tipos de tecidos de fibras natural e seus cuidados.

Corte e costura: Tipos de tecidos de fibras natural e seus cuidados.
As fibras são os componentes básicos dos tecidos. Cada fibra transmite ao tecido com ela fabricado uma característica inerente à mesma. Embora a característica de uma fibra possa ser alterada pela estrutura do fio, pelo tipo e acabamento do tecido, a sua estrutura original é ainda evidente no tecido e constitui um fator determinante das aplicações deste e dos cuidados a dispensar-lhe.

As fibras naturais possuem as irregularidades e sutilezas inerentes a tudo o que é natural. Estas qualidades contribuirão para a beleza dos tecidos a partir delas obtidos.

O poder de absorção e a porosidade são igualmente próprios das fibras naturais, tornando-as sensíveis às variações de temperatura e de umidade e, por conseguinte, agradáveis de usar nas mais variadas condições climáticas. Características menos desejáveis são, por exemplo, a limitada elasticidade, principalmente do algodão e do linho, o que torna os tecidos com elas fabricados propensos às rugas.

O algodão, o linho e a lã existem como fibras relativamente curtas (algodão, 22-45 mm; lã, 50-120 mm, raramente até 400 mm; linho, até 500 mm).

Antes de se proceder à tecelagem, as fibras devem ser transformadas em fios por meio de um conjunto de operações que constituem a fiação. A escolha do processo de fiação a utilizar é função do comprimento da fibra. Os tecidos obtidos a partir das fibras mais compridas são os de melhor qualidade e designam-se por penteados, no caso do algodão, e por estambre ou penteado, no caso da lã. Esses tecidos, geralmente de preço mais elevado, são mais duráveis.

A fibra da seda é constituída por um único filamento contínuo e comprido obtido a partir do casulo do bicho-da-seda. As fibras curtas resultantes do desnovelar do casulo são fiadas e utilizadas para a produção de uma seda de toque áspero, designada por seda fiada.
Características dos tecidos de fibras naturais:

FIBRAS NATURAIS



Fibra e sua origem

Características

Tecidos típicos e aplicações

Cuidados a ter

Algodão.

Obtém-se a partir da semente do algodoeiro.

Resistente, mesmo quando molhado;
Absorvente;
Bom condutor do calor;
Amarrota-se facilmente;
Tinge com facilidade;
Encolhe, exceto quando devidamente tratado;
É atacado pelo bolor;
Perde resistência sob a ação da luz solar.

Tecidos versáteis em peso e estrutura.
Utilizados em vestuário de Verão e roupas de trabalho.

Exemplos: veludo cotelé, sarja, popelina, turco ou organdi.

Os algodões podem, na sua maioria, ser lavados; os de cores sólidas, em água quente; os outros, em água fria ou morna.
Centrifugação e secagem a uma temperatura elevada.
Quando as instruções o permitirem pode-se usar água sanitária.
Passe a ferro enquanto úmido.

Linho.

Obtém-se a partir da raiz da planta do linho.

Resistente;
Absorvente;
Bom condutor do calor;
Amarrota-se, a menos que seja tratado;
Difícil de tingir;
Tem uma certa tendência para encolher e esticar;
É atacado pelo bolor.

Os tecidos apresentam normalmente toque áspero e brilho natural.
São de peso variável, do muito leve ao pesado.
Utilizados em vestuário de Verão e também em roupa de casa.

Normalmente é limpo a seco para manter o aspecto rugoso.
Pode ser lavado, caso se prefira um tecido mais macio.
Como regra, encolhe com a lavagem.

Seda.

Obtém-se a partir dos casulos do bicho-da-seda.

Resistente;
Absorvente;
Má condutora do calor;
Não amarrota;
Tinge com facilidade, mas pode manchar;
Resiste ao bolor e à traça;
Perde resistência sob a ação da luz e da transpiração

Tecidos luxuosos e brilhantes de peso variável.
Utilizados em vestidos, blusas e forros.

Exemplos; brocado, chiffon, crepe, cetim, jérsei.

Normalmente limpa a seco.
Quando lavável, utilize um detergente suave e lave à mão.
Evite o uso de água sanitária.
Passe a ferro a baixa temperatura.

Lã.

Obtém-se a partir do velo dos carneiros.

Pouco resistente;
Excepcionalmente absorvente;
Má condutora do calor;
Amarrota pouco;
Fácil de tingir;
Necessita de tratamento antitraça;
Encolhe, exceto quando tratada.

Tecidos de peso, estrutura e textura variados.
Utilizados em camisolas, vestidos, saias e casacos.

Exemplos: crepe, flanela, gobardina, tweed e jérsei.

Limpa a seco, geralmente.
No caso das camisolas, muitas suportam a lavagem em água morna, caso se utilize um detergente suave; não devem ser torcidas.
Não utilize água sanitária.
Algumas lãs podem ser lavadas à máquina (desde que tenham um tratamento adequado) seguindo-se as instruções.




Nenhum comentário:

Postar um comentário