segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Tipos de Linhas estruturais usadas na costura.

Tipos de Linhas estruturais usadas na costura.
As linhas interiores do feitio de uma peça de vestuário conferem uma nova dimensão à silhueta.
Cada tipo de linha — horizontal, vertical, diagonal ou curva —influencia de modo particular uma figura (v. exemplos embaixo). Por vezes, a colocação de uma linha pode ser mais relevante que o seu tipo, pois os nossos olhos tendem a mover-se numa dada direção — da esquerda para a direita e de cima para baixo. Assim, se numa peça de vestuário coexistirem linhas verticais e horizontais, os olhos serão atraídos em primeiro lugar para as horizontais.

Existem alguns princípios gerais quanto à utilização das linhas:
1) quanto mais longa, mais larga e mais repetida for uma linha, tanto maior será a sua influência no aspecto geral;
2) as dobras de tecido (pregas ou machos, por exemplo) criam linhas, mas simultaneamente aumentam o volume;
3) quanto mais linhas existirem no padrão do tecido, menos linhas deverá apresentar o feitio.


As Linhas verticais.
Criam geralmente uma ilusão de altura e aspecto esguio. Contudo, quando repetidas a intervalos regulares, podem dar à figura um aspecto mais largo e mais baixo, pois os olhos são atraídos de um lado para o outro.


As Linhas horizontais.
Têm tendência para cortar a altura, especialmente quando dividem a figura a meio. Mas uma linha horizontal colocada acima ou abaixo da linha média realça a zona menor, parecendo alongar visualmente a maior.


As Linhas em diagonal.
Podem contribuir para aumentar a altura ou a largura, conforme o seu comprimento e ângulo. Uma diagonal longa cria uma ilusão de maior altura. Uma diagonal pequena dá uma ilusão de maior largura.


As Linhas curvas.
Criam os mesmos efeitos que as linhas retas de localização semelhante, embora de uma forma mais sutil. O efeito visual é mais suave. Uma linha curva produz sempre um efeito de arredondamento e de maior corpulência,


Nenhum comentário:

Postar um comentário