sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Como são as estruturas das malhas de teia

Como são as estruturas das malhas de teia

Malhas de teia
Este tipo de tecido de malha é obtido a partir de numerosos fios formando laçadas simultaneamente e no sentido do comprimento (teia). A cada fio corresponde uma agulha que o controla e entrelaça com os fios adjacentes, seguindo um traçado em ziguezague.

Este sistema de entrelaçamento produz tecidos de elasticidade reduzida, nos quais geralmente não caem malhas, numa gáma que inclui desde rendas finas a imitações de peles.




Em virtude das suas estruturas complexas, as malhas de teia apenas podem, ser fabricadas à máquina.

As gravuras abaixo mostram os tipos mais comuns: tricô e raschel; existem ainda crochês (semelhantes aos trabalhados à mão) e símplexes (tricôs duplos).

Característica da estrutura de tricô de teia simples



Malha tricô. Consiste num cotelê fino no lado, do direito e fieiras planas, em espinha, no lado do avesso. Pode ser de estrutura de teia simples, dupla ou tripla, Diferenças técnicas não visíveis afetam o comportamento do tecido.

Característica da estrutura de tricô de teia dupla



Ao contrário do que acontece nos tricôs de teia simples, nos de teia dupla ou tripla não se verifica a queda de malhas. Nestes tricôs utilizam-se normalmente fios finos sintéticos ou de algodão.

Característica da malha raschel típica
Malha «raschel». Compreende uma vasta gama de tecidos, desde malhas finas a malhas com pêlo. O padrão mais característico apresenta uma estrutura aberta onde alternam fios grossos e finos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário